img-feed img-feed-email

CINEMATÓGRAFO VIVO: "À Procura Da Felicidade" ou "A Pequena Miss Sunshine". Afinal, você é um perdedor ou um vencedor?







Por Bob D



Eiiitááá! Alô você que acabou de terminar o colegial e quando te perguntam o que é que você quer fazer você diz: What?! Alô você que tá meio que na dúvida e na dúvida se pergunta: Eu tô na dúvida?! Você está no Bob Quest! Hoje discutiremos um conceito que está meio que enraizado na cultura americana, na nossa cultura. É o que os americanos chamam de “loser” (perdedor numa tradução literal).
O tema deste post surgiu após assistir seguidamente os filmes “À procura da felicidade” e “A pequena Miss Sunshine”, ambos transmitidos pela rede globo há semanas atrás. O primeiro é um claro, ode ao sonho americano, o chamado american dream. O sonho americano é um conceito, um modo de vida que permeia com muita força a sociedade estadunidense. Ele se refere a chamada busca pela felicidade, onde esta é firmada na comodidade financeira, econômica, familiar. Basicamente é trabalhar, acumular riquezas, formar uma família. Você pode ver, sentir isso intrínseco na maioria dos filmes americanos. Todos morando em bairros de classe média numa casa sem murro, com um pequeno jardim, um cerca branca, um automóvel na garagem. Vivendo uma vida quase que padronizada.
Em “A procura da felicidade”, o personagem de Will Smith é um cara que luta pra não se tornar um “perdedor”. Essa idéia é transmitida durante todo o filme.
O filme é baseado na história real de um hoje mega empresário, que supera todas as adversidades pra viver, conquistar o seu “american dream”.
A idéia básica do roteiro (e isso é repetido durante todo o filme) é que você deve lutar pra ser “alguém”. Pra não tornar-se alguém mal-sucedido, alguém dependente, ou seja “um perdedor”. Ele mostra que a felicidade está em alcançar aquilo que você se propõe a alcançar, no entanto o que fica marcado no filme é que faz-se vitalmente necessário uma prosperidade financeira. Nisso o protagonista acaba definindo felicidade como riqueza. Outro conceito muito martelado é o de que “se você trabalhar muito você vai alcançar tudo que você quer ”. No Brasil essa idéia também pode ser vista pressuposto na idéia composta no uso comum da frase bíblica: “Tudo posso naquele que me fortalece”.
Isso é uma grande inverdade. A felicidade independe de uma sólida estrutura financeira, econômica.
É nisso que se difere “A pequena Miss Sunshine”. O filme conta as aventuras de um grupo, uma família de perdedores. Um suicida (o tio), um jovem depressivo (o filho), um velho, usuário de drogas ilegais que vive com a família (o avô), um empresário mal-sucedido e sua esposa insegura, sem-personalidade e finalmente uma garotinha obesa (filha) que tenta ganhar um concurso de beleza mirim.
A idéia central deste filme é exatamente o oposto do primeiro. Nele a busca não parte em conseguir romper barreiras pra alcançar um modo de vida, uma “felicidade padronizada”.
Até o fim do filme todos finalmente vêem que a felicidade independe de estar preso a uma igualdade, estrutura, um padrão de vida particular e financeira que se reflita na da sociedade geral.
Podemos dizer então que se em “A procura da felicidade” a base temática, filosófica é “não seja um perdedor”, em “A pequena Miss Sunshine” ela é : A felicidade esta dentro de você.Você pode ser feliz com o que já tem ou com o que não tem.E isso independe de clichês conceituais.
Pra que, porque trabalhamos, estudamos, gastamos horas e horas da nossa curta vida na terra?Acredito que se você parasse um momento pra pensar, você iria perceber que somos forçados todos os dias a fazer escolhas , coisas que fazemos e nem sabemos porque fazemos.
Sim, é verdade que a vida não dá segundas chances, não podemos contar com esse luxo. Realmente, se você não estudar muito, não trabalhar muito e não ter outra forma de conseguir uma estabilidade financeira, a vida vai ser muito mais difícil nesse sentido pra você, no entanto de forma alguma essa estabilidade é garantia da chamada felicidade e é uma grande inverdade a idéia de que não alcançando essa estabilidade você se torna um “loser”, um perdedor, um ser inferior.
Se seus pais te dizem: ”Seja um advogado” e você prefere ser um artista, então saiba que a segunda opção provavelmente vai levar-lhe a encontrar mais dificuldades de sobrevivência, pela forma como esta profissão é tratada ou por questões mercadológicas, no entanto você pode alcançar o sucesso, o verdadeiro sucesso (não o financeiro, mas o pessoal) nessa escolha. Não é pra isso que lutamos todos os dias?Para sermos felizes?Então faça o que te faz feliz independente do que te dizem que lhe fará feliz.





► Leia mais...

Salada Poética

Por Zanah Rios

A poesia tem comunicação secreta com o sofrimento do homem.
Pablo Neruda


A DANÇA


Não te amo como se fosse rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo secretamente, entre a sombra e a alma.
.
Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascender da terra.
.
Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo diretamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,
.
Se não assim deste modo em que não sou nem és
tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.

Pablo Neruda


Oláaaaaaaaaa! Você que já estava com saudades da poesia, que abriga no espirito uma necessidade de voar nas asas das rimas e versos...Voltamos com a carga toda! E hoje convidamos o Filho de um operário ferroviário e de uma professora primária, ele nasceu em 12 de julho de 1904, na cidade de Parral (Chile). Seu nome verdadeiro era Neftalí Ricardo Reyes Basoalto. Em outubro de 1971 recebeu o Nobel de literatura. Pois é estamos falando de Pablo Neruda. Sugiro que, se você se interessar, busque maiores informações sobre este grande poeta que viveu momentos especiais da história universal, tornando-se um dos mais importantes poetas chilenos do século XX, no wkipedia; Sua pesquisa.com, entre outros.

Esta é a nossa Salada poética!

Aprecie sem Moderações!


Há amores secretos, confessos e confinados no coração. Somente pelos olhos saberão que se ama.


Poeminha pra um bem querer


Procuro no silêncio noticias tuas...Tu que agora dormes... Deves sonhar?!...

como saber?!...

Eu por minha vez não fecho os olhos,

quero sonhar-te acordada, resguardar teu sono tranquilo.

Dorme meu amor... e sente que um anjo sem asas vela por ti.

Quisera eu,

poder preparar-te uma manhã de festa,

pedir ao sol que brilhe, mas não apague o orvalho cedido pela noite,

são estrelas descidas do céu que vieram dançar contigo

disfarçadas de cristais líquidos, translúcidos .

Abrir um baú cheio de presentes!

arremates e fitas pra você por no cabelo,

uma cesta de vime com flores,

mangas rosas maduras colhidas no pé,

tua caatinga, teus rios, tua chapada...

Ah!! que linda manhã te daria...

só pra te ver sorrir.

Zanah Rios











► Leia mais...

Pelas Ruas de Aracaju encontrei:










Por Zanah Rios

Oláaaaaaa! Este poster é feito pra você, que vem de avião! de carro! Ou mesmo a pé! Você que anda pelas ruas de Aracaju, seja habitante ou visitante, muito bem vindo! Sinta -se em casa e aproveite o papo com nossa convidada de hoje.

Pelas ruas de Aracaju encontrei... Rosa Amélia M.Carvalho


Olá Rosa ?! Seja bem vinda!

Olá! Zanah, obrigada!


Você é natural de Aracaju?

Sim, com muito orgulho.


Por quais motivos escolheu esta cidade pra fixar residência?

Primeiro pk nasci , sinto abençoada por ter nascida na cidade dos cajueiros que por sinal já deveria ser Aracastanha hehehehehe


Qual o Bairro de sua preferência?

Santo Antonio


Pode dizer o porquê?

Primeiro é o bairro nascedouro de Aracaju e segundo foi lá que nasci e me criei!!!


Qual Rua de Aracaju te traz mais recordações?

Na verdade uma seria pouca, seria, mas para um quadrado,Simeão Sobral, João Andrade, Muribeca e João Ribeiro, sem esquecer a colina de Santo Antonio.


Por pura curiosidade, dá pra falar sobre isso?

Claro, Lá foi toda minha infância, brincadeira em que hoje não pode acontecer, pega, pinbarra, pinta lainha, pinhão, pipas, carinho de rolimãs? entre tantas outras, sinto tristeza quando vejo a infância hoje´ sem os amigos que se encontrava depois do café da noite sempre acompanhado pelos olhos dos pais que nas calçadas colocava em dia as fofocas do dia rsrsrsrsr.


Como definiria o povo da terrinha?

Acolhedores, alegres, calmas. Com devidas e honrosas exceções


Se você recebesse uma visita vinda de outro Estado, em quais lugares a levaria?

A colina de santo Antonio, ao mercado, para ver os coretos da praça Fausto Cardoso, as Praias, entre outros.


Como você percebe o cenário político e econômico de Aracaju?

O cenário político precisa de mudança, sangue novo para mudanças Claras, o econômico estaria bem melhor se diminuírem-se os impostos e os políticos usassem o nosso dinheiro para o bem comum.


Como percebe o sistema de transporte em Aracaju?

A anos atrás, teve bem melhor sendo referencia para o Brasil e o mundo com a implantação do sistema de integração e construção de terminais, hoje vejo com tristeza o abandono do Sistema...


Você concorda com o slogan "capital da qualidade de vida"?

Não, ao pé da letra, se olhar para a minha infância a não tantos anos atrás, precisa de investimento em infra-estrutura pois a cidade cresce e a poder publico não acompanha está sem planejamento quase sempre faz quando a imprensa expõe, mas em relação a outras capitais ainda tem qualidade de vida.


Se você pudesse mudar ou acrescentar em Aracaju, o que seria?

Mudaria o cenário político, para que pudesse conservar a "qualidade de vida", para que nossos jovens pudessem ter um acompanhamento dos seus pais e mestre, que as escolas públicas voltassem a ter o padrão de outrora, em que não era necessário ter que pagar para uma melhor educação, que a droga não os pegasse no meio do caminho... e isso não é uma utopia.


Como definiria o cenário cultural de Sergipe?

Sergipe sempre foi florido de grandes cabeças em todos cenários, hoje devido a influencia de alem fronteiras, está meio parado, não que se possa dizer que está fraco, ou melhor, fraco de oportunidades.


Em que época do ano você sugere visitas a Aracaju, por quê?

O ano todo. Temos para todos os gostos, afinal é verão o ano todo do pré caju, forro, praias cidades históricas, rede hoteleira boa, falta só planejamento e investimento do poder publica.


Qual prato típico da cozinha Sergipana recomendaria?

A boa tapioca com seus mil recheios, o caranguejo, a moqueca, o siri, a fritada de camarão, a macaxeira com carne de sol, o arrumadinho, entre tantos outros que ficaria a descrever e ter vontade de provar. hummmm!!!!!


O que pensa do projeto de transposição do rio São Francisco?

Com grande tristeza, que vejo o velho Chico a cada dia definhar, lembro quando na infância passava ferias em Neópolis e via uma infinidade de águas profundas e o cabeço que sumiu... e saber que foi um nordestino que autorizou essa sentencia de MORTE...


Sendo você uma pessoa ligada a religião, como percebe a religiosidade do nosso povo?

Que precisa de Iniciação Cristã, para crianças, jovens e adultos que as famílias encontrem tempo para se encontrar com o Mestre, ai depois de conhecê-lo não mais o largaria... Sendo assim deixaria de recorrê-lo como Pronto Socorro ou em eventos.


Qual festa do calendário litúrgico percebe como ponto forte da religiosidade popular aqui em Aracaju?


A da Semana Santa, as festas de padroeiros, etc.


Rosa se Aracaju fosse a julgamento você a defenderia ou seria um acusadora? Por quê?

Defenderia, sem sombra de duvidas, ainda acredito "que"

"MINHA TERRA TEM PALMEIRAS, ONDE CANTA O SABIÁ, AS AVES QUE AQUI GORJEIAM NÃO GORGEIAM COMO LÁ, NOSSO CÉU TEM MAIS ESTRELAS, NOSSAS VÁRZEAS TÊM MAIS FLORES..."


Que presente daria a Sergipe?

Eu, na verdade! Peço a Deus todos os dias de presente é mais Amor entre todos nós, para que todos pudesse continuar a cantar a

cancão-de- Goncalves-Dias.



Gostaria de acrescentar mais alguma observação?

Que as famílias pudessem conversar mais e mais, que a TV e a falta de tempo, não tirem o acochego dos lares para que os nossos jovens no vazio não procurem as drogas e, agradecer esta oportunidade de expressão.


Nós é que agradecemos pela tua colaboração, e senssibilidadede, além de, também torcer para que você tenha sucesso nos teus empreendimentos. Obrigada! você fez a diferença aqui no Bob Quest!

Bem, carissimos amigos do bob Quest! Terminamos mais uma entrevista e a nossa convidada de hoje foi a Rosa. Não deixem de acessar o blog, haverá muito mais! E participe, deixe seu comentário! se tiver vontade de, tabém ser mais um a somar neste poster, nos envie seu email, que entramos em contato com você. ÊEEEEEEE sê feliz Aracaju!!!!!!!!!!
► Leia mais...

Eridenes: A História manifesta de um Herói Atípico- 1º capítulo- Parte dois


Por Zanah Rios

Parte 2

A Mulher


Sentado à mesa, tinha os olhos postos na fumaça que saia da caneca cheia de café, acompanha mento de um prato com cuscuz e ovos fritos. A cozinha cheirava a gordura.

-Homi, mas você não se arremeda! Trouxe uma costela toda ensebada! Quase não se vê carne! - Dizia uma mulher de mais ou menos 1,60 de altura pesando 90 quilos e uma voz de taquara rachada.

-Estremeceu num misto de asco e dor quando ouviu aquela voz que o chamava a sua real condição de... pai de família! Não respondeu.

-É isso que você traz pra seus filhos comer! Sebo?! Nem a Madona vai querer!

- Madona era uma vira-lata branca com manchas marrons , magra e pulguenta, o parque de

diversões da cachorrada do bairro-

-Não sei onde estava com a cabeça quando me juntei com você, um imprestável!

- A mulher começou sua lamentação costumeira-

-Mas, glória a Deus! Jesuis seja louvado por ter me dado esta cruz tão pesada! Olha Eridenes!

-o nome do pobre que a tudo ouvia calado-

-Você se dê por satisfeito comigo porque outra não ia te aguentar não!...

- A mulher não parava-

Quis levantar-se, mas sem forças, respirou fundo e levando a caneca até os lábios sorveu um grande gole do café quente que escorreu em sua garganta, fechou os olhos, neste momento se transportou a casa de sua infância, viu-se diante de sua mãe, uma bela mulher de pele bronzeada devido ao sol inclemente que a castigava diariamente na lavanderia, que ele conhecia bem, pois sempre a ajudava no recolhimento das peças , era considerada a melhor lavadeira da cidade por seu capricho no trato com as roupas, tinha um corpo esguio e de ancas largas, possuía uma voz aveludada , adorava quando ela cantava cantigas de roda pra ele, em suas recordações quase podia sentir o cheiro da grama misturada com sabão onde coaravam as roupas.

Jesus está aqui Aleluia! Tão certo como ar que eu respiro...tão certo como amanhã …

Foi despertado de súbito por duas vozes cantando esta música, a que vinha do rádio, era de um pastor pentecostal e a outra de Margarida que emitia sons quase incompreensíveis.

-Aleluia! Irmãos tenham fé ! Jesus quer entrar em sua casa! Abram as portas pra que ele entre...

– dizia a voz no rádio-

-Glória a Deus! Jesuis está aqui! Vai homi! abre teu coração pra receber Jesuis, sai das treva!

- ela aumenta o rádio-

Eridenes sente que ela está querendo empurrar Jesus junto com o café goela abaixo . Ele só conseguia pensar na maravilha que seria se tivesse se casado com uma muda. Nem ela e agora nem o pastor calavam, era gritos de glórias e exaltações a um Deus que eles insistiam em dizer que estava ali, mas... onde?! Se pelo menos fizessem silêncio talvez o percebesse e quem sabe até poderiam conversar em paz. Imaginou um cara cabeludo, barbudo, de túnica branca com as mãos nos ouvidos, fazia uma cara sofrida, maneava a cabeça como quem dissesse...

O que foi que eu fiz?!

Nem Jesus aguentava aquilo.

-Margarida! Jesus está aqui!

- Disse num tom sarcástico-

-Glória ! Aleluia! Deus seja louvado!

- Ela se ajoelha e solta uns chalálalaberum... -

Tinha as mãos levantadas e olhos fechados, dizia estar falando a linguagem dos anjos.

- Ele, sentia-se encolher na cadeira-

Aquela cena patética de sua mulher ajoelhada entre o fogão a pia e a mesa onde estava, lhe tirava o ar. Lembrou-se quando a conheceu, era uma moça interessante, atraente, cheia de sonhos, tinha mãos delicadas e uma pele assentada, seus olhos brilhavam quando se encontravam, fizeram planos de uma vida promissora.

- O que havia acontecido com eles?!

Sentia culpa e asco de si mesmo por sentir tal culpa.

-ONDE HAVIA ERRADO?!

Estas perguntas gritavam dentro de si. Sem respostas, só questionamenstos inquietantes que fizeram uma lágrima rolar de seus olhos, que naturalmente foi logo contida pelas costas de sua mão direita.

-Eu sou homem! E homem... não chora!

Num ímpeto, quis levantar novamente e desligar o rádio, mas, conteve-se pra evitar uma briga desastrosa, sua cabeça parecia rodar e num esforço quase sobre-humano pediu gentilmente que ela o servisse de mais café. No que foi atendido, entre lamuriosas reclamações, ainda a respeito das benditas costelas de boi.



► Leia mais...

Salada Poética

Por Zanah Rios

"Há quem me julgue perdido, porque ando a ouvir estrelas. só quem ama tem ouvido para ouvi-las e entende-las..."

Olavo Bilac


Natal

Jesus nasceu ! Na abóbada infinita
Soam cânticos vivos de alegria;
E toda a vida universal palpita
Dentro daquela pobre estrebaria ...
Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
No berço humilde em que nasceu Jesus ...
Mas os pobres trouxeram oferendas
Para quem tinha de morrer na Cruz.
Sobre a palha, risonho, e iluminado
Pelo luar dos olhos de Maria,
Vede o Menino-Deus, que está cercado
Dos animais da pobre estrebaria.
Não nasceu entre pompas reluzentes;
Na humildade e na paz deste lugar,
Assim que abriu os olhos inocentes,
Foi para os pobres seu primeiros olhar.
No entanto, os reis da terra, pecadores,
Seguindo a estrela que ao presépio os guia.
Vêem cobrir de perfumes e de flores
O chão daquela pobre estrebaria.
Sobrem hinos de amor ao céu profundo;
Homens, Jesus nasceu ! Natal ! Natal !
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
Quem ama os fracos, quem perdoa o Mal !
Natal ! Natal ! Em toda Natureza
Há sorrisos e cantos, neste dia ...
Salve, Deus da Humildade e da Pobreza,
Nascido numa pobre estrebaria !

Olavo Bilac


Felizzzzzzzzzz Nataaaaaaaaaaaaaaaa! Hoje nossa salada poética entra definitivamente neste clima de festa ! È Natal! Mesmo que você não queira! Mesmo que você não entenda! É Natal! Jesus nasceu! Os sinos irão tocar anunciando que... “Da cepa nasceu a rama, da rama nasceu a flor, da flor nasceu Maria, de Maria o salvador...” Há quem diga que o natal é uma festa melancólica e até triste . Com todo respeito a quem assim compreende o natal, peço licença para discordar, pois, como pode ser triste um momento tão sublime, tão cheio de significados da grande amizade entre Deus e os homens? Ficaríamos felizes se recebêssemos uma pessoa a quem consideramos importante em nossa casa? Agora pensa? Quem é maior que Deus? Meus Caros...Hoje e sempre desejamos que a Luz Divina que emana deste menino penetre em todos os lares e que todas as noites sejam de PAZ!

Esta é nossa Salada Poética!

Apreciem sem moderação!


Deitada na penumbra do meu quarto, ouvia minha avó cantando cantigas de ninar para minha irmã de colo, ela dormia no calor de seus braços, eu dormia na doçura de sua voz.


Cantiga de ninar

Dorme, dorme menino,

o dia já se foi.

Dorme, dorme menino,

tens teus sonhos de rei.


Nesta gruta vazia,

velarei por você,

és o amor e alegria,

sou feliz por te ter.


Há pastores chegando,

uma estrela no céu,

os arcanjos cantando,

viva a glória de Deus!


Paz na terra aos homens,

tão amados do Pai!

Nobres reis estão vindo,

pra te presentear.


Dorme meu doce menino,

a palha vai te esquentar

És videira e o trigo,

pão eterno do céu.

Zanah Rios

► Leia mais...

Breve Conto: O último ato de Marília


Por Zanah Rios

Foi acometida por uma dor repentina, parecia que lhe arrancara o peito, dor de morte... calou-se a voz, sua cabeça rodava, sua face pálida, transfigurada, traduzia o cansaço da peleja que enfrentara durante longos tempos, e agora, ali, encontrava-se em suores frios e olhar perdido vagando num espaço sem cor. Vestida em trajes de festas, sentia-se como que revestida de trapos, tal sua condição moribunda. Lhe chamavam de Marília, podia ter sido Teresa, Maria, Joana... Era uma mulher como outra qualquer. Sua beleza estava na sua própria condição de ser e em seus gestos delicados. Seu andar macio, lembrava uma potranca balançando suas ancas de fêmea trotando livre num vasto pasto. Eis Marília! Uma puta, uma santa, uma esposa de qualquer um e de ninguém. Sem pertences e sem pertenças, nunca presa e nunca livre. Eis Marília apresentando seu último ato num palco sem plateia sem aplausos, no limiar de sua carreira de colecionadora de amantes ávidos por suas carnes, mas sem o amor que um dia sentiu e sufocou por força da obrigação e da ordem.

-Sua alma em súplicas indagava sua atual condição-

Ai de mim! Pobre de mim!Que nascida livre não tive escolhas! Onde está meu crime para que me apontem os dedos em riste e tons com notas tão graves?! Deveria ter me revestido com capas? Me maquiado ...como um palhaço que agrada a plateia cobiçosa de gracejos e galhofas?! Este é meu picadeiro! Esta é minha face! Este é meu mundo! Cada beco é um teatro aberto e os atores se apresentam sem ensaios. Ai de mim que não sei improvisar! Acaso tendo nascida humana, tenho menos direitos que um passarinho que voa no azul do céu, que ao cansar-se de seu passeio aéreo pousa para alimentar-se das dádivas que encontra?! Onde acho esta liberdade que a razão me aponta e por ela sou detida?! Sim, pois eis que os conceitos culturais erguem um muro abstrato que de tão cimentado impede que a mais leve brisa transite e aire os discursos mofados, carcomidos pela hipocrisia social! Haverá cidade mais dura que aquela que existe dentro de cada homem, construída por pedras escritas e sentenciadas por seus próprios receios de absterem-se dos elogios, de terem de ser exemplos, segundo as regras constituídas sabe-se lá porque?... Por quem? Quem é maior que eu nesta hora onde encontro o fim comum a todos?! Acaso meu coração não bate e bombeia o sangue vermelho e quente, símbolo da vida!? Não são meus músculos revestidos por uma pele que rasgada, abre feridas propensa a infecções danosas e fétidas?! E meus olhos! Ah! Os meus olhos que tanto enxergaram o belo, não vislumbraram também as mesmas águas correntes do mesmo rio em que banhastes teu corpo?! Ah! Os meus olhos ! Que outrora infante, ingênuos, percorriam os frutíferos pomares , ficavam encantados pelas formas de suas flores e frutos, vocacionados a alimentar e dar sabor ao paladar! Serei menor que estas frutas que livre de pensamentos cumpre seu destino certo?! Poderei eu ser destinada, se nasci sem nome e sem roupas, sem o saber ter nascido?! Também fui alimentada e servi de alimento a tantos famintos que saciaram-se no afeto que ofertei! Onde estarão os que me lamberam a boca e cuspiram na cara?! E aqueles que ao me reconhecerem ao passar, viraram o rosto, fingindo desdém?! Quando depois de fartar seus instintos animalescos pagaram com notas o silêncio da moradia breve! Ai de mim! Que sentindo esta dor, busco apenas uma face amiga e amante que absterei no subentendido universo da minha paixão! Tua face não mais imerge, a memória é fraca, a esqueci assim como a teu cheiro, nada mais vejo ou sinto! Que valor tem minha vida agora?! Se nem a ti a quem tanto resguardei ao ponto de calar o desejo que sentia, posso neste instante encontrar as linhas, os traços tão queridos! O que ficou se não a lembrança de um amor subjetivo e subjugado, forçado pelas imprecações subordinadas a implícita ética impregnada de manchas, que maculam os sonhos de alcançar a perfeita identidade de sermos aquilo para o qual fomos gerados! Não, não me digam que tive escolhas, quando por muitos fui empurrada e marcada como gado! Se por vir ao mundo já cometi um crime, meu maior presente será morrer, assim quem sabe prestarei maior serviço a esta terra que me acolheu! Serei melhor alimento aos vermes que o fui aos homens. Certamente terei maior recompensa, mesmo neste momento onde mais uma vez não tive escolha, pois, este é o caminho de todos os seres, sejam racionais ou não! Ai...que esta dor me aperta! Alucina e insiste em sinalizar que ainda vivo! Porque resistis vida minha?! Te entregues ao berço manso que te espera. Me esvaio em suores...Estou desfalecendo, tudo é cinza... é chegado o momento de atravessar a porta, estou indo plácida, acabou a dor, o delírio, olhando para traz, percebo apenas um copo pálido e marmorizado, ao olha-lo, indago pela última vez. Quantos mundos haverão de existir para que os homens formem apenas um?!

Fez-se silêncio em Marília...ninguém percebeu seu estado até o dia seguinte quando coletaram o lixo da cidade. Ela estava encolhida numa calçada, seus pés na sargeta, seu dorso na calçada. Sem cortinas e sem aplausos levaram-na para o IML.

► Leia mais...

Los cinco Mejores: Dramas Do Cinema. Pt. 1





Por Zanah Rios

Oláááááááááá ! Você que teve um dia de cão! Que gostaria de relaxar sob o sol de toscana, mas perdeu o vôo no terminal e parece que está preso numa viajem insólita! Que tal curtir um bom filme?! Ontem assisti "A Onda", muito interessante! É baseado em uma história real que ocorreu na Califórnia em 1967. Uma análise surpreendente sobre o poder do fascismo nos dias de hoje, e como podemos ser facilmente manipulados pela necessidade de pertencer a um grupo onde “somos aceitos”. Fica aqui uma sugestão do Bob Quest, pra você que gosta de cinema.

Quem nunca chorou com algumas cenas tocantes no cinema? Você nunca chorou?! Nossaaaaaaaaa! Preciso te conhecer! Eu sou uma manteiga derretida! E adorooooooooo os dramalhões, pena que só posso escolher cinco, poxxxxxxxxxxa! Rsrsrs...Por falar nisto! Vale ressaltar que não pretendemos desvalorizar nenhuma outra produção cinematográfica, a única intenção aqui é de apenas registrar nossa opinião sobre os filmes que nos emocionaram . E você meu caro (a) amigo sinta-se livre para opinar, discutir ou até indicar outras atuações. Lembre-se este espaço é uma tribuna livre e sua participação é fundamental para o exercício da democracia.


Dramas.


5º E o Vento Levou


· Filme é um clássico estadunidense de 1939,

· Gênero romance dramático

· Dirigido por Victor Fleming

· Roteiro de Sidney Howard,

· Adaptado do livro de Margaret Mitchell

Atores em destaques : Vivien Leigh,( Scarlett O'Hara); Clark Gable (Rhett Butler); Oliviade Havilland ( Melanie Hamilton Wilkes); Leslie Howard (Ashley Wilkes)


O filme acontece na guerra de secessão e conta a saga da voluntariosa Scarlett O'Hara, no começo aparece como uma jovem mimada e atrevida que vive na fazenda dos pais é apaixonada por Ashley Wilkes, casa com Charles Hamilton, Contudo, Charles morre pouco tempo depois, vai para a cidade de Atlanta para viver com Melanie e aguardar a volta de Ashley, casa-se com Rhett por interesse após a perda de seu segundo marido. Só no final do filme Scarlett realmente se apaixona por Rhett, contudo o desfecho é inesperado.


4º Sociedade dos poetas mortos


· Um filme estadunidense de 1989

· Gênero, drama

· Dirigido por Peter Weir.


Atores em destaques: Robin Williams ( John Keating) Ethan Hawke ( Todd A Anderson) Robert Sean Leonard ( Neil Perry) Allelon Ruggiero ( Steven K C Meek)


Conta a história de um professor de poesia nada ortodoxo, de nome John Keating, em uma escola preparatória para jovens, cujos valores tradicionais e conservadores traduziam-se em quatro grandes pilares: tradição, honra, disciplina e excelência.Com o seu talento e sabedoria, Keating inspira os seus alunos a perseguir as suas paixões individuais e tornar as suas vidas extraordinárias.O filme mostra também que em certa altura da vida, as pessoas, em especial os jovens, deveriam opor-se, contestar, gritar e sobretudo ser "livres pensadores", e não deixar que ninguém condicione a sua maneira de pensar, mas também ensina esses mesmos jovens a usarem o bom-senso.


3º Memórias de uma Gueixa


· Filme estadunidense de 2005

· Gênero drama,

· Dirigido por Rob Marshall.

· O roteiro é uma adaptação do best-seller Memoirs of a Geisha de Arthur Golden, sobre a cultura japonesa.


Atores em destaques: Zhang Ziyi ( Chiyo Sakamoto/Sayuri) Ken Watanabe ( presidente Iwamura Ken) Michelle Yeoh ( Mameha) Gong Li ( Hatsumomo) Youki Kudoh (Abóbora) Cary-Hiroyuki Tagawa ( barão) Suzuka Ohgo ( Chiyo (criança))


O filme começa nos anos que antecedem à Segunda Guerra Mundial quando uma criança japonesa chamada Chiyo é vendida pelo seu pai para uma casa de gueixas. Ela ficaria destinada durante os primeiros anos às tarefas domésticas, conforme ditava a tradição. Cresce na dúvida e na esperança de encontrar a família, sem compreender o sentido da vida que agora levava, até que, por obra do destino, conhece acidentalmente um dos homens mais poderosos do Japão, por quem se apaixona imediatamente e, para lhe conseguir chegar, reconsidera o rumo da sua vida para se tornar uma gueixa de sucesso. Chiyo, que passaria a ser conhecida por Sayuri — o seu nome de gueixa — recebe a sua formação de uma das mais conceituadas gueixas do Japão, Mameha, rival de uma outra que vive na sua casa (okyia) e que, desde a sua chegada, lhe tem dificultado a vida.


2º Império do sol (Empire of the Sun)

· Filme de 1987

·Gênero drama,

· Drigido por Steven Spielberg.

· Roeiro baseado no romance semi-autobiográfico de J. G. Ballard.


Atores em destaques: Christian Bale (Jim Graham) John Malkovich (Basie) Miranda Richardson ( sra. Victor) Nigel Havers ( dr. Rawlins) Joe Pantoliano ( Frank Demarest) Leslie Phillips ( Maxton) Masatô Ibu ( sargento Nagata ) Emily Richard (mãe de Jim) Rupert Frazer ( pai de Jim) Peter Gale (sr. Victor) Ben Stiller ( Dainty)

O filme relata a história de um garoto inglês de onze anos de idade, que vive em uma cidade chinesa com a sua família. Com a invasão da China pelo Japão, em plena Segunda Guerra Mundial, ele é separado dos pais e é mantido preso em um campo de concentração japonês.


1º Tomates verdes fritos


·Filme americano de 1991,

·Gênero drama,

·Dirigido por Jon Avnet

·Roteiro é baseado no romance Fried Green Tomatoes At the Whistle Stop Cafe, de Fannie Flagg.


Atores em destaques:Kathy Bates (Evelyn Couch) Mary Stuart Masterson ( Idgie Threadgoode) Mary-Louise Parker (Ruth Jamison ) Jessica Tandy ( Ninny Threadgoode ) Cicely Tyson ( Sipsey) Chris O'Donnell ( Buddy Threadgoode)


Evelyn, uma dona de casa infeliz, conhece Ninny, uma velha senhora que mora num asilo, e fica encantada com as histórias que ela conta sobre Idgie Threadgoode, uma jovem da década de 1920, do Alabama. Inspirando-se na vida de Idgie, Evelyn aprende a ser mais assertiva e constrói uma forte amizade com Ninny. Esta relação proporciona ao espectador uma trama emocionante cheia de surpresas e segredos, vivendo o passado no futuro.


Bem, amigos do Bob Quest! Vai lá ! Se valer a sugestão, vai lá, assiste e depois vem comentar ok?! Ahh! Se vc tiver algum filme que queira sugerir, entre em contato conosco pelo email zannnah@hotmail.com

Fuiiiiiiiii!


► Leia mais...

Eridenes : A história manifesta de um herói atípico - 1º capítulo - Parte um

Por Zanah Rios


No quarto

Ele acordou com o gosto de guarda-chuva velho na boca, estalou a língua entre os dentes amarelados pelo fumo, seu hálito pesado carregava um misto de cerveja, alho e cachaça, passou a mão na fronte como quem quisesse massagear seu cérebro oco , não lembrava quem era...

-Onde estava?!!!!!-

Sentia-se como a personagem da metamorfose de Kafka um ser obtuso sem metas ou expectativas.

Olhou ao redor para buscar alguma lembrança e viu que estava na cama de Cláudia cujo nome verdadeiro era Laércio.

-Lembrou-se onde estava e viu o cenário de suas visitas habituais-

Era um quartinho com paredes húmidas, mal iluminado... Na janela uma cortina de estampas floridas empoeiradas e ensebadas.

- Cortava os primeiros raios da manhã-

Encostado na parede do lado esquerdo próximo da porta, uma penteadeira com um punhado de frascos de perfumes baratos, uma bombinha de aerossol ,dessas que os asmáticos usam quando lhes falta o ar, uma caixinha de música prateada escrito em detalhes dourados:

-Eu Te Amo-

Entre escovas e pentes, um porta jóias recheado de badulaques e imitações plásticas de pérolas , rubis, ametistas, e o preferido de Laércio...

-Um solitário de ouro quatorze quilates que trazia em cima uma minúscula pedra de brilhante, um tesouro dado por ele que Laércio guardava como sinal de uma aliança entre os dois-

Na parede em frente à cama, um espelho, comprado a prestação a algum vendedor que o ofereceu na porta, tinha uma moldura de madeira leve, de cor marrom.

-O espelho refletia um chão de pisos de cerâmica gasta -

Roupas jogadas desleixadamente, uma calça jeans vagabunda, uma camisa estilo anos oitenta de mangas curtas com estampas coloridas,

-Faltava um botão-

Sapato mocassins , meias de sedas com um fio repuxado, um vestido tomara que caia com detalhes em paetês. Também pelo reflexo podia-se ver a porta do banheiro entre aberta mostrando um lavatório branco com uma mancha cor de ferrugem, fruto de uma goteira da torneira que ele havia prometido consertar...

-Nunca cumpriu -

Cuidadosamente retirou a perna de Cláudia ( Laércio) de cima de suas coxas e levantou-se.

-De pé, ante o espelho, viu-se como era...-

Seu rosto macilento com um farto bigode agrisalhado que escondia o desenho de sua boca, no seu nariz meio largo apareciam alguns pelos, seus olhos grandes, castanhos, arrematava sua face quadrada com a barba por fazer. Olhando um pouco mais, viu seu corpo moreno de cento e trinta e oito quilos, levantou a farta barriga estufou o peito tentando fazê-la desaparecer...Maneou a cabeça num profundo e desgostoso assentimento de impotência diante da realidade que enxergava.

- Isto por certo não adiantava -

Sentiu uma dor insuportável percorrendo seu abdomem e rapidamente foi ao banheiro.

-Sofria de cólicas intestinais -

Sentado no vaso sanitário pensou na sua vida barata e sorriu num misto de desapontamento e cinismo enquanto o fétido odor de sua própria merda inundava suas narinas, fazendo-o estremecer repugnado.

-Sentia-se enojado de tudo, de tudo! -

Após tomar banho, vestiu-se e olhou o celular, se assustou com a hora, eram sete e meia da manhã, não podia ficar mais. Olha Cláudia mais uma vez e como toda vez quer esquece-la.

Diz baixinho pra si mesmo...

-Eu sou Homem!!!... Respira fundo, enxuga o suor frio que brota na testa-

Neste ínterim toca o celular, era um torpedo com a seguinte mensagem:

7:35

de Margarida

Ligar para:

Margarida

Traga pão, leite e costelas de boi. Bjs

Abriu a carteira.

-O que tinha, não dava-

Dirigiu-se até a cômoda, na primeira gaveta encontrou o bauzinho confeccionado em madeira e feltro que Cláudia havia comprado numa feira de artesanato.

-Sabia que ali guardava o dinheiro feito nas esquinas onde a viu pela primeira vez-

Repentinamente lembrou-se de seu primeiro encontro as escondidas, e o enorme prazer que sentiu ao tocar naquele corpo.

Nãooooo...não podia sentir isto! Era somente uma traquinagem! Não podia estar apaixonado!

-Ele era Homemmmmm!!!!!!!

Aquele torpedo lhe dizia que além disso, também era casado e pai de família.Tirou cinquenta reais do maço de notas e saiu apressadamente sem olhar pra trás.


Continua.


► Leia mais...

Salada Poética

Por Zanah Rios

"João viu Jesus que se aproximava dele. e disse: "Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo...""
Jo 1,29


O Messias e seu Precursor


Bendito seja o Senhor, Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou,
e fez surgir um poderoso Salvador,
na casa de Davi, seu servidor,
como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,
para salvar-nos do poder dos inimigos
e das mãos de todos quanto nos nos odeiam.
Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa aliança,
e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,
a ele nos sirvamos sem temor
em santidade e justiça, diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.
Serás chamado profeta do Altíssimo, ó menino
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminho,
pela bondade, e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
pra iluminar a quanto jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados
e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da Paz.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espirito Santo
Como era no principio, agora e sempre. Amém


Cântico evangélico: Benedictus Lc 1,69-79





Oláaaaaa! Povo de Deus bendito! Este texto retirado da liturgia das horas tem sua fundamentação na Bíblia. O cântico de Zacarias é uma poesia dedicada ao louvor a Deus que envia um precursor, aquele que anunciará que o Salvador já se faz presente no meio dos homens. Bem, a liturgia das horas é a oração por excelência da Igreja Católica, este cântico é costumante rezando pelos sacerdotes e religiosos. Nos mosteiros é lindamente entoado pelos monges e monjas, já tive a oportunidade de participar de suas orações, posso dizer que é uma experiência maravilhosa. Meus caros amigos, a poesia escrita aliada ao divino, pode transcender nossa maneira limitada de observar o mundo, pra isto precisamos estar abertos a acolher os acordes do doador universal de todas as graças. Jesus Cristo!
Esta é nossa Salada Poética !
Aprecie sem moderação!


Aqui no meu canto, escuto um canto, que encanta o meu pensar...È uma música suave, me acolhe e me acalma. Queria ser passarinho e voar até meu criador, em seu colo, no silêncio, fazer um ninho.


Divino dispensário da graça

Às vezes é assim,
Um silêncio profundo da alma
Um suspender que acalma.
Privativo momentos de paz,
num insólito tomar do ser
Um instante pastoril fugaz
penetrando... nas salas, a saber
com cuidadoso afago senhoril.
Doce e suave toque divino
que se apresenta gentil
restaurando as ranhuras
provenientes do existir.
Senhor de mim,
bucólico mestre,
que te apresentas servil,
mostra-me teus campos
tuas vinhas virtuosas
ensina-me a macerar o pão
a produzir o vinho novo
perfumado e cândido
Não me sejas mais casual
instala-te e faz morada
coabitemos em comunhão
E que eu possa entender mais!
E que eu possa aceitar mais!
E que eu possa morrer mais!
Assim como tu, divino artesão,
entalha-me no madeiro onde tua
forma salvífica, caminho do céu,
abraça sem distinção as misérias
da humanidade apaixonada .
Doador universal da graça
Dispensário imaculado,
acolhe-me em teu regaço
e que eu possa descansar
na tua suave serenidade de Pai.

Zanah Rios
► Leia mais...

Por que devo... VER FILMES ADAPTADOS DE QUADRINHOS, LER TOLKIEN,FAZER COSPLAY, DAR ESPAÇO A TODA ESSA CULTURA NERD?

















Por Bob D


Eiiiiiitáááááááááá!!!!Alô você que faz cosplay, que joga RPG, que lê Tolkien, que acha bastante plausível o conceito de viagem temporal com buraco de minhoca, que vai pra faculdade com camiseta com o logo do superman. Você está no Bob Quest! Aqui nós discutimos fatos que permeiam a cultura pop de maneira livre, sem muito estardalhaço, sem parecer esnobe ou intelectual blá, blá, blá! Você esta na coluna “Por que devo...” onde traçamos indicações ou mesmo dizemos porque achamos que você deve fazer, ver ou ouvir isso ou aquilo. Claro, sem impor de maneira alguma isso a você, mas propor algo que achamos válido. Sem mais papinho, Vamô lá!!!

Durante muito tempo ser “Nerd” foi uma calamidade, um motivosupostamente justificável à tiração de sarro, piadinhas ou mesmo exclusão desses indivíduos tão diferentes dos padrões impostos pela sociedade. De uns tempos pra cá a coisa se inverteu enormemente. Não que estes hoje deixaram de ser alvo de piadinhas, mas antes isso tinha um verdadeiro caráter de preconceito mesmo, principalmente na sociedade americana, onde isso fica explícito nos filmes colegiais dos anos oitenta. Na minha opinião, o que aconteceu com os nerds foi o mesmo que ocorreu (em suas devidas proporções) com a escravidão no Brasil, onde um dos fatores atenuantes ao fim desta, foi justamente a necessidade de mercado consumidor (mais detalhes no post desse blog:”Seção cola pronta”). A cultura Nerd (quadrinhos, RPG, games, ficção científica, fantasia, animês, séries, animação ocidental) nunca esteve tão evidente. Isso se deve principalmente pelo mercado, cada vez maior, em forte expansão aos produtos antes tidos como underground, subculturais.
Hoje os filmes que mais enchem os cofres de Hollywood são as adaptações de historias em quadrinhos. As franquias: Homem-Aranha e X-Man, por exemplo, são algumas das que mais geram grana aos produtores e grandes estúdios.
Lembro que o simples fato de você carregar consigo uma revista em quadrinhos, era visto com profunda estranheza ou mesmo repúdio pelas outras pessoas. Se não me engano foi o Spielberg quem disse em entrevista que costumava esconder suas Hq’s dentro de revistas playboy e as lia escondido dos amigos. Isso demonstra bem o que era ser um nerd antigamente.
Pra mim a maior prova de aceitação do mundo Nerd na atualidade não são as longas filas dos cinemas pra ver “O Senhor dos Anéis” ou as filas na entrada dos encontros de anime e RPG, mas a existência de representantes Nerd na TV, nas novelas e seriados. Na Tv americana um dos seriados mais comentados e assistidos dos últimos anos é a série Big Bang Theory, que trata de uma trama “City com” envolvendo um grupo de nerds em seu cotidiano atípico e obviamente engraçado.
Diz a letra da música da banda, ”Os Semi-novos: “O Nerd de hoje é o cara rico de amanhã”. Está correto, porém eu mudaria pra: ”O Nerd de Hoje é o cara rico de hoje”. Os donos do mundo na atualidade são os Nerds (Geeks na verdade) da informática Steve Jobs e Bill Gates.
Você não deve se mesclar a esse mundo de coisas estupendas e às vezes bizarras, apenas por se tratar de uma tendência, mas sim porque viu que realmente pode ser muito divertido, interessante ou mesmo educativo, adentrar e vincular-se a esse fenômeno cultural.O que forma um Nerd não é a maneira de vestir-se ou porta-se. É o interesse, a busca pelo conhecimento de uma coisa (antigamente fora dos padrões de consumo massivo com público alvo muito direcionado) que de tanto oferecer-lhe alegria, felicidade, acaba fazendo parte, influenciando na maneira como você pensa e vê o mundo.
Por ultimo quero aqui agradecer, expor meu apreço e indicação as pessoas que foram fundamentais na construção de suas obras e na divulgação de determinados conceitos, que fizeram com que os Nerds hoje tenham um largo espaço na sociedade. Foram determinantes: Steven Spielberg, George Lucas, J. R. R.Tolkien, Júlio Verne, Osamu Tezuka, Michael Crington, Peter Jackson, Robert Zemericks, Wachowski Brothers, Stan Lee, Masami Kuramada, Clamp, Alan Moore, Bruce Lee, Niel Gaiman, Isaak Azimov, Sam Raimi, Akira Toriyama, Frank Miller, Zack Snyder, Quentin Tarantino, Robert Rodriques e muitos outros que por falta de tempo, espaço ou lembrança não pude citar aqui.
Bom, por hoje é só!Xauuuuuu!!!!







► Leia mais...

Papo de Fé


Por zana Rios


Oláaaaaaaa! Afffffff! Que bom podermos falar um pouco de fé! Estamos vivendo um tempo especial, onde a cristandade comemora o nascimento de Jesus. Hoje o nosso papo de fé, foi escrito pelo Padre Neves, Pároco da paroquia São Mateus, localizada no Bairro Aruana. Queremos portanto agradecer sua gentil contribuição para enriquecer o nosso conhecimento sobre o divino que age no humano,e acrescentar um toque especial no Bob Quest.



TEMA: ADVENTO, TEMPO DE ESPERANÇA E DE ESPERA


O Ano Litúrgico da Igreja Católica, diferentemente do ano civil, inicia-se sempre no último domingo do mês de novembro do ano em curso e termina sempre na penúltima semana do mês de novembro do ano seguinte.
Assim sendo, é na 34ᵃ semana do tempo comum que se encerra o ano litúrgico 2009, com a celebração eucarística dominical intitulada: Jesus Cristo, Rei do universo. No domingo seguinte, inicia-se o ano litúrgico 2010, com o Tempo do Advento. São quatro semanas de espera, tempo de penitência, de preparação para a celebração do natal ou do aniversário do nascimento de Jesus Cristo.
Contudo, pode-se surgir a seguinte pergunta: o que na verdade as pessoas do nosso tempo esperam? Esperam coisas, oportunidades, sucesso na vida? Todavia, baseado na realidade humana atual, pode-se dizer que a esperança está sumindo do imaginário das pessoas? Elas estão vivendo a vida somente por viver? Se há esperança, que tipo elas possuem?
Pode-se perguntar também: diante do dinâmico progresso tecnológico e científico, Jesus Cristo é ainda a esperança para o mundo contemporâneo? E quando esse mesmo progresso apresenta suas limitações ou acarreta danos ao mundo e às pessoas, Jesus Cristo se faz necessário ao mundo atual? E quando na história da humanidade surgiram e surgem homens e mulheres, com suas contribuições em prol da liberdade no sentido amplo do palavra, o personagem Jesus Cristo perde o seu espaço, visto que suas idéias podem ser vista como ultrapassadas, fora do contexto atual? Diante disso, qual a localização exata de Jesus no contexto atual?
Na verdade, a vida é uma contínua espera, não no sentido estático, mas no sentido dinâmico. Por exemplo, o homem, no uso das suas faculdades mentais, espera encontrar a verdade sobre a vida: passado, presente e futuro. De onde veio, que deve fazer e para onde vai. Espera também encontrar a verdade sobre as realidades materiais, psicológicas e sobrenaturais.
Do ponto de vista familiar, os pais investem nos seus filhos, porque esperam que eles começem a explorar o mundo: o mundo da escola, do trabalho, dos relacionamentos, criando oportunidades e sendo, portanto, responsáveis por todas as consequências de seus atos. Com isso, esperam que eles sejam felizes, numa projeção inconsciente de si mesmos. Do ponto de vista social, há a esperança de que a fome e a sede de justiça sejam uma realidade na vida de todos os povos. Do ponto de vista religioso, muitos também esperam encontrar respostas em experiências místicas de diversas formas, seja a partir do interior do homem, nas chamadas religiões naturais, seja a partir de um contato com o transcendente, nas chamadas religiões sobrenaturais.
Em suma, mesmo diante de tantos problemas apresentados nas diversas esferas da vida, o homem sempre carrega dentro de si o mínimo que seja de esperança de chegar a dias melhores. É só fazer uma leitura da história humana.
Depois deste diagnóstico, pode-se dizer que a importância do tempo do advento, celebrado a cada ano na e pela Igreja, é a certeza de que a esperança é uma das qualidades presentes na vida da Igreja e na vida do homem.
A importância do Advento consiste, portanto, na certeza de que a vida humana deve ter como ponto de partida e de chegada Jesus Cristo, porque tudo foi feito por meio Dele e, sem Ele, nada poderia ser feito.
É verdade que os avanços tecnológicos e científicos são frutos da pontecialidade da razão humana. Também é verdade que os grandes libertadores humanitários exerceram e exercem um papel fundamental para a construção de um mundo melhor. Mas também é verdade que, desde Adão até os nossos dias, Deus tem sempre se manifestado ao mundo, e seu Espírito, que é o mesmo Espírito de Jesus Cristo, impulsinou e impulsiona os homens a administrar a realidade humana, mesmo que em alguns momentos da história o próprio homem tenha agido seguindo os seus próprios impulsos, gerando, em diversos casos, mazelas a si mesmo, ao mundo e à sociedade.
Portanto, o advento significa a espera daquele que pode nos proporcionar uma visão verdadeira de nossas idéias, equilíbrando as nossas ações, proporcionando a paz ao homem e ao mundo. Isso porque Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,12)

Ele é o caminho, porque todos podem encontar Nele e por Ele o rumo certo. A ação de seu Espírito orienta o homem em suas decisões, investigações, questionamentos;

Ele é a verdade, porque as suas palavras são luzes para os nossos passos, tanto no aspecto individual como no coletivo. Nele não há falsidades. Quem lê ou ouve as suas palavras e as põem em prática, nunca errará, e todas as teorias e decisões do homem serão também para o bem de todos, para o bem comum. As palavras de Jesus orientam o homem diante de tantas outras palavras que aparecem como solução para diversos problemas da humanidade. Para que o homem não falte com a verdade em qualquer teoria formulada, é necessário que as palavras de Jesus contidas nas Sagradas Escrituras sejam a bússola para definir as idéias. Todos os ensinamentos e discursos feitos por Ele aos seus apóstolos e às multidões, demonstraram que a espera e a esperança dos homens devem ser orientadas por tudo aquilo que Jesus disse e fez, para que as ações deles sejam um reflexo das ações de Jesus Cristo;

Ele é a vida dos homens. Nenhum homem poderia intitular-se assim. Mas Jesus pôde afirmar isso. Ele não é somente homem, é também Deus, o Verbo de Deus. Deus pode dar a vida aos homens. Ele, assim, o fez. Com e pelo batismo, o homem recebe a vida de Deus em sua alma, a vida no e pelo Espírito, que o impulsiona a lutar pela vida dos homens e do mundo. Por isso que todos “libertadores humanitários” e todo progresso humano têm como princípio o Espírito de Deus que impulsiona o homem a agir. Jesus Cristo é a única e verdadeira revelação de Deus. E se tudo foi feito por meio Dele e sem Ele nada poderia ser feito, toda ação do homem em prol da felicidade do próprio homem, tem como princípio Jesus Cristo porque o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus.

Com isso podemos afirmar que no contexto atual Jesus é e sempre será indispensável à vida humana. E o lugar, pelo qual Jesus pode participar da vida do homem, é alma humana, em qualquer época e circunstâncias. Por isso, devemos esperar Nele a certeza de que os homens encontram o verdadeiro sentido de viver. Como disse o Papa João Paulo II: Jesus torna o homem mais homem, e também divino. Sendo Deus e homem, Jesus é atualíssimo porque suas idéias atingem o mais profundo do homem, a fim de que a razão humana seja iluminada e fortificada pelas palavras do Filho de Deus. Com isso, as paixões desordenadas dão espaço à racionalidade equilibrada, tornando-o cada vez mais semelhante a Deus: divino. O humano e o divino presentes no interior do homem, capaz de conduzi-lo à plena realização: a real felicidade. Com isso, a vinda definitiva do Filho de Deus deve ser esperada com grande alegria, e a libertação do mal será conquistada de forma também definitiva.
Pe. Antonio Carlos dos Santos (Pe. Neves)
► Leia mais...

/

Wellcome... Well num come ninguém não!!!

Bem vindo ao seu espaço de discussão sobre Cultura Pop, o BobQuest! O BobQuest é um blog diferenciado. Somente nele voçê pode ser voz ativa e voz ouvida. Nele discutimos desde as principais mazelas da Cultura Pop (nossa especialidade) até assuntos do dia a dia, o que popularmente é definido como "papo de buteco". Divirta-se e fique livre para xingar, comentar e usar da sua liberdade democrática, pois aqui é um dos poucos lugares onde esta será amplamente respeitada.
A Direção

Quem somos noizes?!!!

Somos apenas "caras comuns" que querem ser voz ativa e voz ouvida. A internet é a única ferramenta que dispomos pra dizer o que queremos, quando queremos. Ela é o último veículo de comunicação cem por cento democrático. É o único meio de explanação de pensamentos livres de repressão por parte dos poderes, por isso nós aqui a utilizaremos da forma mais livre e sucinta para adentrar e discutir desde as tendências do mundo pop a quaisquer outros assuntos, independente de influências externas ou internas. Aqui você terá liberdade de falar o que bem quiser... enquanto for possível.

Pra entender o que eu tô dizendo

Siga-nos no Twitter

    follow me on Twitter
    Ocorreu um erro neste gadget

    Nossa Trupe

     
    ▲ TOPO ▲