img-feed img-feed-email

Papo de Fé


Por zana Rios


Oláaaaaaaa! Afffffff! Que bom podermos falar um pouco de fé! Estamos vivendo um tempo especial, onde a cristandade comemora o nascimento de Jesus. Hoje o nosso papo de fé, foi escrito pelo Padre Neves, Pároco da paroquia São Mateus, localizada no Bairro Aruana. Queremos portanto agradecer sua gentil contribuição para enriquecer o nosso conhecimento sobre o divino que age no humano,e acrescentar um toque especial no Bob Quest.



TEMA: ADVENTO, TEMPO DE ESPERANÇA E DE ESPERA


O Ano Litúrgico da Igreja Católica, diferentemente do ano civil, inicia-se sempre no último domingo do mês de novembro do ano em curso e termina sempre na penúltima semana do mês de novembro do ano seguinte.
Assim sendo, é na 34ᵃ semana do tempo comum que se encerra o ano litúrgico 2009, com a celebração eucarística dominical intitulada: Jesus Cristo, Rei do universo. No domingo seguinte, inicia-se o ano litúrgico 2010, com o Tempo do Advento. São quatro semanas de espera, tempo de penitência, de preparação para a celebração do natal ou do aniversário do nascimento de Jesus Cristo.
Contudo, pode-se surgir a seguinte pergunta: o que na verdade as pessoas do nosso tempo esperam? Esperam coisas, oportunidades, sucesso na vida? Todavia, baseado na realidade humana atual, pode-se dizer que a esperança está sumindo do imaginário das pessoas? Elas estão vivendo a vida somente por viver? Se há esperança, que tipo elas possuem?
Pode-se perguntar também: diante do dinâmico progresso tecnológico e científico, Jesus Cristo é ainda a esperança para o mundo contemporâneo? E quando esse mesmo progresso apresenta suas limitações ou acarreta danos ao mundo e às pessoas, Jesus Cristo se faz necessário ao mundo atual? E quando na história da humanidade surgiram e surgem homens e mulheres, com suas contribuições em prol da liberdade no sentido amplo do palavra, o personagem Jesus Cristo perde o seu espaço, visto que suas idéias podem ser vista como ultrapassadas, fora do contexto atual? Diante disso, qual a localização exata de Jesus no contexto atual?
Na verdade, a vida é uma contínua espera, não no sentido estático, mas no sentido dinâmico. Por exemplo, o homem, no uso das suas faculdades mentais, espera encontrar a verdade sobre a vida: passado, presente e futuro. De onde veio, que deve fazer e para onde vai. Espera também encontrar a verdade sobre as realidades materiais, psicológicas e sobrenaturais.
Do ponto de vista familiar, os pais investem nos seus filhos, porque esperam que eles começem a explorar o mundo: o mundo da escola, do trabalho, dos relacionamentos, criando oportunidades e sendo, portanto, responsáveis por todas as consequências de seus atos. Com isso, esperam que eles sejam felizes, numa projeção inconsciente de si mesmos. Do ponto de vista social, há a esperança de que a fome e a sede de justiça sejam uma realidade na vida de todos os povos. Do ponto de vista religioso, muitos também esperam encontrar respostas em experiências místicas de diversas formas, seja a partir do interior do homem, nas chamadas religiões naturais, seja a partir de um contato com o transcendente, nas chamadas religiões sobrenaturais.
Em suma, mesmo diante de tantos problemas apresentados nas diversas esferas da vida, o homem sempre carrega dentro de si o mínimo que seja de esperança de chegar a dias melhores. É só fazer uma leitura da história humana.
Depois deste diagnóstico, pode-se dizer que a importância do tempo do advento, celebrado a cada ano na e pela Igreja, é a certeza de que a esperança é uma das qualidades presentes na vida da Igreja e na vida do homem.
A importância do Advento consiste, portanto, na certeza de que a vida humana deve ter como ponto de partida e de chegada Jesus Cristo, porque tudo foi feito por meio Dele e, sem Ele, nada poderia ser feito.
É verdade que os avanços tecnológicos e científicos são frutos da pontecialidade da razão humana. Também é verdade que os grandes libertadores humanitários exerceram e exercem um papel fundamental para a construção de um mundo melhor. Mas também é verdade que, desde Adão até os nossos dias, Deus tem sempre se manifestado ao mundo, e seu Espírito, que é o mesmo Espírito de Jesus Cristo, impulsinou e impulsiona os homens a administrar a realidade humana, mesmo que em alguns momentos da história o próprio homem tenha agido seguindo os seus próprios impulsos, gerando, em diversos casos, mazelas a si mesmo, ao mundo e à sociedade.
Portanto, o advento significa a espera daquele que pode nos proporcionar uma visão verdadeira de nossas idéias, equilíbrando as nossas ações, proporcionando a paz ao homem e ao mundo. Isso porque Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,12)

Ele é o caminho, porque todos podem encontar Nele e por Ele o rumo certo. A ação de seu Espírito orienta o homem em suas decisões, investigações, questionamentos;

Ele é a verdade, porque as suas palavras são luzes para os nossos passos, tanto no aspecto individual como no coletivo. Nele não há falsidades. Quem lê ou ouve as suas palavras e as põem em prática, nunca errará, e todas as teorias e decisões do homem serão também para o bem de todos, para o bem comum. As palavras de Jesus orientam o homem diante de tantas outras palavras que aparecem como solução para diversos problemas da humanidade. Para que o homem não falte com a verdade em qualquer teoria formulada, é necessário que as palavras de Jesus contidas nas Sagradas Escrituras sejam a bússola para definir as idéias. Todos os ensinamentos e discursos feitos por Ele aos seus apóstolos e às multidões, demonstraram que a espera e a esperança dos homens devem ser orientadas por tudo aquilo que Jesus disse e fez, para que as ações deles sejam um reflexo das ações de Jesus Cristo;

Ele é a vida dos homens. Nenhum homem poderia intitular-se assim. Mas Jesus pôde afirmar isso. Ele não é somente homem, é também Deus, o Verbo de Deus. Deus pode dar a vida aos homens. Ele, assim, o fez. Com e pelo batismo, o homem recebe a vida de Deus em sua alma, a vida no e pelo Espírito, que o impulsiona a lutar pela vida dos homens e do mundo. Por isso que todos “libertadores humanitários” e todo progresso humano têm como princípio o Espírito de Deus que impulsiona o homem a agir. Jesus Cristo é a única e verdadeira revelação de Deus. E se tudo foi feito por meio Dele e sem Ele nada poderia ser feito, toda ação do homem em prol da felicidade do próprio homem, tem como princípio Jesus Cristo porque o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus.

Com isso podemos afirmar que no contexto atual Jesus é e sempre será indispensável à vida humana. E o lugar, pelo qual Jesus pode participar da vida do homem, é alma humana, em qualquer época e circunstâncias. Por isso, devemos esperar Nele a certeza de que os homens encontram o verdadeiro sentido de viver. Como disse o Papa João Paulo II: Jesus torna o homem mais homem, e também divino. Sendo Deus e homem, Jesus é atualíssimo porque suas idéias atingem o mais profundo do homem, a fim de que a razão humana seja iluminada e fortificada pelas palavras do Filho de Deus. Com isso, as paixões desordenadas dão espaço à racionalidade equilibrada, tornando-o cada vez mais semelhante a Deus: divino. O humano e o divino presentes no interior do homem, capaz de conduzi-lo à plena realização: a real felicidade. Com isso, a vinda definitiva do Filho de Deus deve ser esperada com grande alegria, e a libertação do mal será conquistada de forma também definitiva.
Pe. Antonio Carlos dos Santos (Pe. Neves)

Wellcome... Well num come ninguém não!!!

Bem vindo ao seu espaço de discussão sobre Cultura Pop, o BobQuest! O BobQuest é um blog diferenciado. Somente nele voçê pode ser voz ativa e voz ouvida. Nele discutimos desde as principais mazelas da Cultura Pop (nossa especialidade) até assuntos do dia a dia, o que popularmente é definido como "papo de buteco". Divirta-se e fique livre para xingar, comentar e usar da sua liberdade democrática, pois aqui é um dos poucos lugares onde esta será amplamente respeitada.
A Direção

Quem somos noizes?!!!

Somos apenas "caras comuns" que querem ser voz ativa e voz ouvida. A internet é a única ferramenta que dispomos pra dizer o que queremos, quando queremos. Ela é o último veículo de comunicação cem por cento democrático. É o único meio de explanação de pensamentos livres de repressão por parte dos poderes, por isso nós aqui a utilizaremos da forma mais livre e sucinta para adentrar e discutir desde as tendências do mundo pop a quaisquer outros assuntos, independente de influências externas ou internas. Aqui você terá liberdade de falar o que bem quiser... enquanto for possível.

Pra entender o que eu tô dizendo

Siga-nos no Twitter

    follow me on Twitter
    Ocorreu um erro neste gadget

    Nossa Trupe

     
    ▲ TOPO ▲