img-feed img-feed-email

Porque devo...OUVIR BANDAS ÊMO ?!






Por Bob D

Êêêêêêêêêiiiiiiiiiiiiitááááááááááááááááá!!!!! Alô você que adentra a fantástica estrada da informação, mais especificamente neste que é o maior, o melhor, o mais modesto (risos...) blog do Brasil e por que não: DO MUNDO!!!!. Começa aqui a primeira postagem do nosso: POR QUE DEVO....Este post se refere ao que costumamos chamar de "coisinhas do dia à dia", ou seja aquelas coisas que vemos por aí, na TV, no ônibus, na igreja, etc. Nele discutiremos os fenômenos da cultura Pop sob um olhar descompromissado, sem pensar muito, pra resumir: No melhor "papo de boteco". O assunto de hoje é: Por que devo... OUVIR BANDAS ÊMO?!!!

Bem, vamos lá! Primeiro eu vou explicar porque eu optei por falar desse assunto. A alguns dias atrás conversava com meu amigo e parceiro de projeto musical, Durmeval Silva (o nome é estranho mesmo!!!). Discutíamos sobre os rumos que a música pop vem tomando e o atual cenário diante do atual mercado, da chegada dos "êmo" e do crescimento do mercado independente.
Após essa conversa, quando vinha no ônibus a caminho de casa comecei a pensar no assunto que leva ao título: Êmo, mas que merda é essa?!!!
Dizer que êmo é só um cara que fica no canto chorando, fazendo beiçinho, dizendo que a vida não têm sentido planejando cortar os pulsos é simplificar demais. É se perder na piada e ficar com preguiça de pensar, generalizando e sendo até preconceituoso.
Tá bom, musicalmente eu também não gosto e todos os indícios mostram que será mais uma modinha, mas aí vem a pergunta: Quem disse que música tem que ser séria?
Eu não estou dizendo que todos os trabalhos produzidos nesse mundo do difamado emotive hardcore são simplesmente produtos pop descartáveis, sem conteúdo ou que as pessoas que ouvem a chamada "música cabeça" estão "vivendo no passado".
Sou um fã da chamada música com conteúdo, o que não quer dizer que não admire muita coisa da música pop atual (êmo!êmo!êmo!êmo!... {risos!} ).
Aí você se pergunta:O que esse cara quer dizer com isso afinal?.O que quero dizer é que todo mundo adora atirar pedras nesse ramo do mercado fonográfico, mas ele não se difere em nada dos cabeçudos da música pensante.
Quando Chico, Caetano e Gil faziam a sua cultuada música, quando eram o centro das atenções, eles viviam uma época conturbada onde suas vozes eram uma das poucas formas de comunicar o que acontecia todo o dia nas ruas do país, onde um governo ditador reprimia abertamente a população.
Hoje vivemos a era da globalização, a era da MTV, da internet. Hoje grande parcela da juventude não sabe o que acontece nos seus governos ou não liga. Tá bom, é verdade que isso tem mudado, mas ainda está longe de alcançar a maioria dos jovens.
O fato é que a música é uma forma de entretenimento como qualquer outra e como qualquer forma de entretenimento seu objetivo é entreter. Então não deve existir mais música do outro tipo?Claro que deve existir, mas não se deve achar que com isso o artista esta dando uma profunda contribuição para mudar o mundo e o resto do mercado é um traidor da verdadeira música.
Muitas vezes os êmo com sua música pop açucarada têm sido muito mais verdadeiros em seus ideais e objetivos, que muitos dos cabeções da música pensante, que na verdade estão lá enchendo seus bolsos de grana, enquanto fingem que lutam de alguma forma, por mudanças profundas no mundo. Eles é que deviam ser chamados de "traidores do rock", se é que "ser do rock" quer dizer alguma coisa.
Esse valor que dão a palavra em si (rock) está acima do que ela realmente quer dizer. Muitos tratam e escolhem vestir a roupagem de roqueiros quase como se formassem um verdadeiro clã da camisa preta ao sol de meio-dia (risos...).
O que vemos hoje é o equivalente as tendências do rock com veia romântica dos anos 50, 60,70. Ou até ao heavy metal farofa dos anos 80. Na verdade a música pop sempre centrou-se no romantismo, o que não é nada surpreendente quando lembramos que as paixões e os interesses românticos sempre moveram a raça humana. É o nosso “crescei-vos e multiplicai-vos”.
Então concluindo, antes de você arremessar pedras nos seus amigos de franjinha, lembre-se que você não esta de nenhuma forma defendendo sua orda roqueira desses "traidores fingidos de roqueiros". Você só está se equiparando (nas devidas proporções) aos repressores, aos ditadores, que elevavam seu pensamento a ordem de "coisas certas" sem levar em conta a opinião alheia.
Por fim: Curta você o estilo musical que desejar, sem se deixar influenciar totalmente, ouvindo sempre o que gosta, mas pra isso tenha em mente que você não precisa reprimir quem pense diferente. Aquele êmo no canto pode ser um cara legal, pode se tornar um bom amigo, independente de gostar das mesmas coisas que você.
Agora cabe a você comentar o que achou da postagem?Qual sua opnião sobre o assunto?O espaço de comentários abaixo é seu.Use como bem entender.


Aí, pra voçês se divertirem, é só copiar e colar na barra de localizações: http://www.youtube.com/watch?v=OATq8YrIz-c




Wellcome... Well num come ninguém não!!!

Bem vindo ao seu espaço de discussão sobre Cultura Pop, o BobQuest! O BobQuest é um blog diferenciado. Somente nele voçê pode ser voz ativa e voz ouvida. Nele discutimos desde as principais mazelas da Cultura Pop (nossa especialidade) até assuntos do dia a dia, o que popularmente é definido como "papo de buteco". Divirta-se e fique livre para xingar, comentar e usar da sua liberdade democrática, pois aqui é um dos poucos lugares onde esta será amplamente respeitada.
A Direção

Quem somos noizes?!!!

Somos apenas "caras comuns" que querem ser voz ativa e voz ouvida. A internet é a única ferramenta que dispomos pra dizer o que queremos, quando queremos. Ela é o último veículo de comunicação cem por cento democrático. É o único meio de explanação de pensamentos livres de repressão por parte dos poderes, por isso nós aqui a utilizaremos da forma mais livre e sucinta para adentrar e discutir desde as tendências do mundo pop a quaisquer outros assuntos, independente de influências externas ou internas. Aqui você terá liberdade de falar o que bem quiser... enquanto for possível.

Pra entender o que eu tô dizendo

Siga-nos no Twitter

    follow me on Twitter
    Ocorreu um erro neste gadget

    Nossa Trupe

     
    ▲ TOPO ▲